Sintecsys é reconhecida no Ranking 100 Open Startups 2020

Postado dia 15 / 03 / 2021
por umgrauemeio

Startup que desenvolveu plataforma para detecção precoce de incêndio florestal figura em 1º Lugar na categoria de TOP 10 AgiTechs.

A Sintecsys, plataforma de redução das emissões de CO2 e detecção
precoce e automática de focos de incêndios florestais, é destaque no Ranking 100 Open Startups 2020 e conquistou o primeiro lugar na categoria de TOP 10 AgiTechs. A premiação, que reconhece as startups mais
atraentes do mercado anunciou os vencedores nesta quarta-feira, 11 de novembro.
Idealizado pela 100 Open Startups, plataforma líder em open innovation no país, o Ranking 100 Open Startups, que chega a sua quinta edição em 2020, é resultado de um processo anual que mede a atratividade das startups de forma objetiva, por meio das relações de inovação aberta registradas e validadas entre empresas e startups no ano.
Rogério Cavalcante, fundador e sócio da Sintecsys, destaca que é muito gratificante figurar em um ranking tão relevante e ainda ficar em primeiro lugar na categoria de TOP 10 AgiTechs, não apenas por destacar as startups mais inovadoras do país, mas principalmente por se tratar de uma causa tão importante e fundamental para o nosso planeta.
“Acreditamos que, para que a humanidade consiga desenvolver uma economia próspera e que respeite o ser humano e o ambiente que nos cerca, é preciso que empresas e cidades se preocupem com os incêndios
florestais, que hoje é o principal responsável pela emissão de CO2 no planeta. E uma conquista relevante como esta comprova que criamos uma tecnologia que pode realmente resolver este grave problema
mundial”, comemora Cavalcante.
Em sua 5ª edição, a metodologia do Ranking 100 Open Startups dá pontos para as startups que mais despertam interesse em médias e grandes instituições a cada ano. Para serem elegíveis, as startups devem
ter faturamento inferior a R$ 10 milhões no exercício fiscal do ano anterior à publicação do Ranking, não podem ter recebido mais de R$ 10 milhões em investimento direto e não devem ser controladas por grupo econômico, mas sim por empreendedores à frente do negócio.
O Ranking 100 Open Startups 2020 contou com 13.177 startups participantes, sendo que 1.310 estabeleceram relacionamentos de open innovation com 1.968 empresas nos últimos 12 meses. Do total, 7%
das startups que pontuaram nesta edição do ranking são AgriTechs, que teve a Sintecsys em primeiro lugar e que contava com empresas dos seguintes setores: indústria química, alimentos e bebidas, mineração e
metais, energia e cosméticos.
A Sintecsys atua na redução das emissões de CO2, com modelo de negócio Software as a Service (SaaS), através de contratos de locação com 36 meses de duração, disponibilizando seu sistema de detecção precoce e automática de focos de incêndios florestais, bem como ferramentas de gestão e suporte a brigadas, com mensuração objetiva da quantidade anual da redução das emissões de CO2.

Esse é o segundo prêmio que a Sintecsys ganha este ano. Mês passado, o fundador e CEO da empresa, Rogério Cavalcante foi reconhecido como líder Meaningful Business 100 (MB100) de 2020, plataforma global para líderes que combinam lucro e propósito.

Sobre a Sintecsys

Startup 100% nacional, fundada há apenas quatro anos (2016), a Sintecsys já monitora mais de 2,5 milhões de hectares, que representam ativos que ultrapassam os US$ 4 bilhões de dólares em áreas, reduzindo em até 90% as áreas queimadas e suas consequentes emissões de CO2 por incêndios florestais evitados, devidamente mensurados por relatórios e auditorias de terceiros.
Através de alta tecnologia, reduz o tempo de detecção, atualmente em horas para apenas 3 minutos, permitindo um combate imediato e eficiente, afinal, todo incêndio começa podendo ser apagado por um único pé, depende apenas do tempo de detecção e combate rápido e eficiente.
Trata-se de uma importante solução para um problema ambiental mundial.

Sobre a 100 Open Startups

A 100 Open Startups é uma plataforma líder em open innovation. Possui foco na conexão de oportunidades de inovação entre empresas, startups, comunidade científica e investidores. São responsáveis pela Open Innovation Week – Oiweek, plataforma de eventos referência no setor, criada em 2008, e pelo Ranking 100 Open Startups, criado em 2016. O modelo de negócios é baseado no atendimento a grandes empresas e investidores que buscam curadoria de startups, e no apoio a startups que buscam clientes e investidores. O time é liderado por Bruno Rondani, Rafael Levy e Carla Colonna, que, juntos, contribuem na formação da
comunidade de open innovation no Brasil desde 2008, com a criação da primeira edição da Oiweek. A plataforma conta com cerca de 13 mil startups, 130 universidades, 3 mil empresas e 3 mil investidores-anjo, com mais de 17 mil negócios registrados entre os participantes, totalizando R$ 1 bilhão em transações de open innovation desde a sua criação.

Últimas postagens

Na umgrauemeio, o algoritmo que combate incêndios florestais

Na umgrauemeio, o algoritmo que combate incêndios florestais

Fundada em 2016, startup se prepara para fazer sua primeira rodada de captação, de olho também no mercado internacional Matéria original publicada na Capital Reset. Um sistema proprietário que emprega inteligência artificial permite à Um Grau e Meio, antiga Sintecsys,...

Algoritmo Contra O Fogo

Algoritmo Contra O Fogo

“Quando começa todo incêndio pode ser apagado com uma pisada”, comenta o nosso CEO Rogerio Cavalcante nesta matéria para Época NEGÓCIOS.    

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PortuguêsEnglishEspañolFrançais